AVEIRO

11  – 12 Outubro 2019

19h30 – 00h00

Acesso livre

O Prisma / Art Light Tech decorre nos dias 11 e 12 de Outubro em Aveiro, sendo um festival que assume a luz como seu elemento central, matéria-prima de base para ser moldada pela arte. Combina várias instalações de arte contemporânea, que incluem projeções, instalações e obras de som e luz, decorrendo em vários espaços da cidade com a presença de artistas de renome internacional. O Prisma virá fortalecer um ambiente inteligente para o crescimento das indústrias criativas em Aveiro, com base na cooperação entre criativos, estudantes, artistas e empresas. O Prisma trará à cidade um ambiente convidativo, divertido e convidará à exploração e (re)descoberta da cidade através de uma nova luz. O Prisma quer ser também um contributo para a boa gestão ambiental, chamando a atenção para a eficiência energética e convidando ao uso dos modos suaves de mobilidade.

A estreia do Prisma faz-se com onze pontos de fruição da luz, num circuito aberto que passará por lugares como a Praça Marquês de Pombal, a Baixa de Santo António e o Museu de Aveiro / Santa Joana, por exemplo, incluindo os canais da Ria de Aveiro. Entre os artistas presentes contam-se figuras de países como Japão, Alemanha, República Checa e França, havendo ainda lugar para uma artista seleccionada através de uma convocatória para uma residência artística. A música não foi esquecida, estando marcada a presença de um DJ e um MC para animar uma batalha de sketchers digitais, na Praça da República, e uma actuação de música clássica em interação com a luz no coreto do Parque Infante Dom Pedro.

PROGRAMAÇÃO

A-Tiles [1]

20 20+00:00 Setembro, 2011 @ 8:00

É um dos destaques do festival, bem no centro da cidade. Trata-se de um videomapping projectado no edifício da PSP – Comando Distrital de Aveiro, a que se junta uma escultura de luz na varanda, numa celebração dos padrões, formas e cores da cidade. Videomapping por AV Exciters (FR).

Coretto of Love [2]

20 20+00:00 Setembro, 2012 @ 8:00

Uma instalação com lâmpadas LED programadas para interagir com a música ao vivo, que poderá ser interpretada tanto por músicos profissionais como pelo público. É o ponto de encontro ideal para uma noite romântica, podendo-se contar com a actuação da Escola Artística do Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian, que tem direito a sessão especial no dia 10 de Outubro, antecipando o festival. Instalação de luz interactiva por Luboš Zbranek (CZ).

DEMONZ [3]

20 20+00:00 Setembro, 2013 @ 8:00

Dan Gregor, do coletivo INITI, é especializado no design contemporâneo de jogos. Neste caso, trata-se de um jogo com sensores de movimento que usa decorações virtuais na parede para envolver os participantes. É, assim, lançado o convite a adultos e crianças para brincarem e correrem, tendo de destruir com bolas reais uns pequenos demónios que se passeiam pela parede. Jogo interactivo de videomapping por INITI (CZ).

Andromeda [4]

20 20+00:00 Setembro, 2014 @ 19:30

São 5000 mil colheres de plástico iluminadas por luzes LED, criando uma instalação inesperadamente frágil e poética. O Parque de Santo António ver-se-á coberto de luzes, cujos reflexos se poderão também apreciar nas águas do lago. As colheres desta peça são realizadas num workshop com alunos da Escola Secundária Dr. Jaime Magalhães Lima, que também colaboram na sua colocação no terreno. Instalação paisagística por Peter Vrabel (SK).

Brocken 5.1 [5]

20 20+00:00 Setembro, 2015 @ 8:00

Yasuhiro Chida trabalha com elementos simples, tendo como força motriz a relação com a natureza e o poder da concentração e da contemplação. Brocken 5.1 é uma referência a um efeito luminoso visível nas montanhas altas, sendo esta obra composta por uma estrutura metálica com quatro metros de largura e comprimento, na qual o artista criou 40.000 pequenos orifícios, permitindo que as luzes urbanas criem uma atmosfera mágica no seu interior, um efeito aumentado por uma projecção e dois focos que lhe são apontados. Instalação de luz e som por Yasuhiro Chida (JP).

Elysion 2.1 [6]

20 20+00:00 Setembro, 2016 @ 8:00

As histórias escritas nesta instalação, composta por tendas iluminadas, tanto tocam no sensível tema da migração como fazem um tributo aos navegadores portugueses. Tendas de luz sobre a água por Jürgen Böhm (DE).

Beam Reach [7]

20 20+00:00 Setembro, 2017 @ 19:30

Uma instalação visível à distância. São nove plintos de luz filtrada que geram uma coreografia de cores e feixes de luz, na qual o vento também é protagonista, com um tema musical composto para este momento. Luz, som e escultura por Pavla Beranová (CZ).

Digital Sketch Battle [8]

20 20+00:00 Setembro, 2018 @ 19:30

A comunidade local de artistas, sketchers e desenhadores é convidada a juntar-se num evento inovador. São todos desafiados a desenhar ao vivo perante uma audiência, tendo DJ Correct e MC Toga para aquecer os ânimos. São dois ecrãs, dois palcos e muita diversão, combinando a criação digital e tradicional. Na noite de sexta-feira haverá uma sessão de freestyle, em jeito de aquecimento, e na noite de sábado haverá uma competição com prémio monetário. Batalha ao vivo de sketching digital por ASk - Aveiro Sketchers e Criatech.

Sounds of Baroque [9]

20 20+00:00 Setembro, 2021 @ 19:30

Embora Dan Gregor, do coletivo INITI, trabalhe com tecnologia de ponta, as suas obras baseiam-se na simplicidade do jogo e partem de uma estética minimalista, combinando de forma elementar a tecnologia e a arte. Em colaboração com o músico Floex, esta instalação consiste num grande instrumento musical que faz a arquitectura gerar sons e luzes de acordo com os gestos do público. As suas bonitas harmonias irão revelar a pureza da arte digital, tendo como foco uma réplica de quatro metros de um altar barroco que irá ser iluminado e musicado pelo público. Videomapping interactivo por INITI & Floex (CZ).

BOLHAS in the city [10]

20 20+00:00 Setembro, 2022 @ 12:30 - 14:30

Apresentação da obra vencedora da convocatória para uma residência artística a decorrer na VIC // Aveiro Arts House. A peça vencedora foi a parceria técnica e concetual dos artistas Marcele Vieira, Rosa Angelica e Kaue Lim. Instalação que combina escultura e videomapping por Marcele Vieira, Rosa Angelica e Kaue Lima.

MAPA